sábado, 14 de novembro de 2015

RUY CRESPO FOTOS DO ESCRITOR


FOTOS DO ESCRITOR RUY CRESPO






















POEMAS DE RUY CRESPO - ENCONTRO DOS SÉCULOS - NOSSO RECOMEÇO









                                                                                          Nosso recomeço

Portugal- 1735

O tempo ficou lá fora
Tudo é agora
E assim começa
Por ´´acaso´´
E recomeça
Como um ´´caso´´
No presente
O passado
Que não passou;.
Ficou
Na alma da nossa mente
Em um silêncio aparente
E nos caminhos dos desencontros
Voltamos no tempo e no espaço.
No universo astral
É natural
Que seja assim
Abrimos uma página para escrever
Eu e você
A nossa história que parecia ser o fim
E no reencontro
Desse abraço
Corre nas veias o sangue quente
Entrelaçando a alma da gente
Com fortes laços
Com magia
Alegria
Surpresa
Agora
Quero viver
A eternidade  desse momento
Sentir os seus cabelos molhados
Com perfume embriagador
Que me eleva em desejos
Quando sinto o gosto de mel dos seus beijos
Querendo fazer amor
Nesse belo jardim
Você é minha rosa com cheiro de jasmim
É tudo enfim
E assim
Eu reconheço
O nosso recomeço
Que Surge no botão em flor
Que desabrocha na loucura todo nosso amor.


  
                                                                                          

terça-feira, 27 de outubro de 2015

RUY CRESPO ENCONTRO DOS SÉCULOS - NOSSAS VERDADES












                                                         Nossas verdades


O meu coração dizia
Eu não percebia
O que eu no fundo queria
Até que de repente
Por um segundo
Ver tudo em minha mente
Lembrei que você
Faz parte de um mundo
Muito lindo para esquecer..
Na cama vazia de saudade
De você meu amor
Ficou seu perfurme embriagador
Nos lençóis revirados
Molhados
Marcados
Escritos
Agora vistos
Pelas almas
Com calma
E felicidade
Sem medo
Nossos segredos
Nossas verdades.


                                 Elvis Presley
                 I'll Remember You ( tradução )



sábado, 24 de outubro de 2015

RUY CRESPO POEMAS ENCONTRO DOS SÉCULOS. VOCÊ É O PRESENTE QUE DEUS ME DEU








.


                                                 Você é o presente que Deus me deu



Na sua partida
Meu choro ficou sufocado
Meus olhos não ficaram molhados
Simplesmente uma dor no peito
De um coração ferido
De todo o sonhar de um mundo desfeito.
Ah se você soubesse
O que existe aquém e além dessa vida
Faria até uma prece
Para agradecer a um amor que não te esquece
O tempo vai passar
Séculos quem sabe também?
Mas o verdadeiro amor ninguém
Poderá impedir de se reencontrar
O amor existe
Persiste
Exclusivamente para amar
As nossas escolhas erradas
Levam-nos para outras estradas
E por um instante
Acabamos distante
É o dia do descaso
Em que um nega o destino e a lei do acaso
Assim a vida
De repente
Após lições aprendidas
Sofridas
Com lágrimas corridas
Colocam-nos frente a frente
Caminhando lado a lado
Para corrigir o passado
E acertar o presente.
Pode acreditar
Você não é apenas o passado meu
É o melhor presente que Deus me deu!
Pode acreditar...
Estamos muito aquém
E muito além
Não tem como apagar.


                       Nunca te esqueci - Roberto Carlos



                                                           

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

FOTOS DO ESCRITOR IV RUY CRESPO E PENSAMENTOS













O UNIVERSO COM SUAS LEIS PROCURA SEMPRE INTERAGIR CONOSCO.
QUANDO ELE NOS ABRE UMA PORTA É UMA OPORTUNIDADE PARA NÃO CRIARMOS UM OUTRO MUNDO PARADOXAL.
RUY CRESPO










QUE O ETERNO NOS AMPARE E NOS GUIE PELOS CAMINHOS DA VIDA EM CADA PASSO UMA BENÇÃO, EM CADA PENSAMENTO UMA VONTADE DE ESPALHAR O BEM E O AMOR.!
RUY CRESPO




















                  Seal - Secret (Feat. Heidi Klum)                                  Official Music Video]


domingo, 18 de outubro de 2015

FOTOS DO ESCRITOR RUY CRESPO III E PENSAMENTOS E VÍDEOS






PARA A TIRANIA NÃO EXISTEM LEIS NEM PUNIÇÃO!
OS PODERES JUDICIÁRIO E LEGISLÁTIVO NÃO PASSAM DE UM TEATRO PARA QUE OS TOLOS ACREDITEM NA FARSA DE QUE VIVEM EM UMA DEMOCRACIA.
RUY CRESPO.







A IMPUNIDADE É UM INCENTIVO PARA OS DITADORES E A INDULGÊNCIA LETARGICA DO POVO PARA COM ELES OS MANTÉM.
RUY CRESPO






QUE SEJA ETERNO ENQUANTO DURE
AUTOR  RUY CRESPO







UMA SONATA AD ETERNUN
AUTOR RUY CRESPO





sexta-feira, 16 de outubro de 2015

RUY CRESPO PENSAMENTOS - ENCONTRO DOS SÉCULOS





Quando se ama o amor não fala!
Ele simplesmente se desnuda e chama.
Ruy Crespo








AO ENTRAR NA MINHA  VIDA NÃO SE PERCA!
SIMPLESMENTE SE ENCONTRE!
RUY CRESPO


                                       

                           
                                  Roberto Carlos

  

                                   O Encontro!




quinta-feira, 15 de outubro de 2015

RUY CRESPO - FOTOS DO ESCRITOR- II





























                                                          ROBERTO CARLOS
                                                           SÓ PENSA NELA




sexta-feira, 9 de outubro de 2015

RUY CRESPO FOTO DO ESCRITOR I E PENSAMENTOS



Não aprendir a amar em metades !
Só sei te amar em cada seu detalhe por inteiro.
Ruy Crespo






O coração apaixonado não faz elogios faz confissões de amor.
Ruy Crespo








Saudade que não se desfaz é quando você ama quem não te ama e não adianta ir atrás
Ruy Crespo






Um homem não pode ser chamado de poeta quando se mantém alheio ao sofrimento dos seus semelhantes e as dores do mundo.
Ruy Crespo





Se eu falo certas verdades que te desagrada se afaste de mim e fique do lado de quem te agrada com mentiras ou com tua paga.
Ruy Crespo



                                  Whitney Houston
                              I Will Always Love You





RUY CRESPO - ENCONTRO DOS SÉCULOS POEMAS- EM ALGUM LUGAR DO MUNDO








                                                                               Em algum lugar do mundo


Em algum lugar do mundo
Bem longe daqui
Que não é esse aqui
Onde está um olhar
Que invade meus sentidos
Fala segredos em meus ouvidos.
Em algum lugar do mundo
Se encontra o amor mais bonito
O amor mais profundo
Com a marca do infinito
Esperando por mim
Muito além
Rosalém
Mostra os caminhos das flores
De vários odores
E apenas uma com cheiro de jasmim
Lá no fim
Ela tem as sete cores
Que nos transformam
Que nos misturam
Em uma só
Existe um lugar
Muito além e profundo
Que eu vou despertar
Que eu vou amar
Com um beijo terno
Com o amor mais eterno
Bem para lá do fim do mundo.

                                     LeAnn Rimes
                           Some Say Love/The Rose







RUY CRESPO - ENCONTRO DOS SÉCULOS -POEMAS- SAUDADE SUFOCADA









                                                          Saudade sufocada


Levanto de repente 
Na madrugada
Linda e estrelada
Com a ausência
Presente da mulher amada
É um sentimento em contradição
Que invade minha alma e minha mente
Com lembranças tão lindas da gente
Que insiste em permanecer
Quando eu tanto quero esquecer
Ah essa saudade sufocada
Calada sem ação
Como machuca o coração
É preciso compreender
Que o amor só pode permanecer
Na sua profunda essência
E não na aparência
Mas confesso
Minha saudade é ausência
Minha saudade é amor com essência
É saudade sim
E dói esse vazio em mim
Saudade que não se desfaz
Logo assim
É quando você ama
Quem não te ama
Quem não te chama
E não adianta ir atrás.
De uma história que já teve fim.




                                  Seal - Stand By Me

                                                               

domingo, 4 de outubro de 2015

POEMAS DE RUY CRESPO- ENCONTRO DOS SÉCULOS - AMAR EU JÁ AMEI









Amar eu já amei


Amar
Eu já amei
Se amar
Como eu amei
Alguém
Isso eu não sei
Amar e ser amado
Tenho muito que aprender
Amar e não ser amado
É uma dor dificil de esquecer
Vai lá uma dose de esperança
E a gente segue em frente
Renascido como uma criança
Quem sabe a vida de repente
Põe alguém verdadeira do nosso lado
Nessa hora quero o abraço mais forte
O beijo mais gostoso e demorado
De me fazer perder o norte
Sim
Amar
Eu já amei
Uma está viva dentro de mim
Um mulher dificil de esquecer
Que ainda é você







RUY CRESPO POEMAS -ENCONTRO DOS SÉCULOS- ENCONTRO DOS SÉCULOS










                                                        Encontro dos séculos                                                              


Em algum lugar predestinado
Almas se procuram
Pelos caminhos da vida
Andam perdidas
Sem norte
Sem leste
Sem oeste
São como pétalas desfolhadas
Perdidas
Em e meio a triste cena
Em uma noite de luar
Eis que surge a estrela guia
E acena
Para duas o fim das eternas
Noites frias
Almas afins
Se reencontram
No encontro dos séculos
Para recomeçar
Assim
Em um certo lugar
O inicio de um velho amor
Que jamais terá fim




                        SEAL - Stand By Me



                                                                      

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

RUY CRESPO POEMAS- ENCONTRO DOS SÉCULOS- AMANTES ENAMORADOS








                                                              Amantes Enamorados


É noite de luar
No seu rosto duas estrelas a me chamar
Na cama
Nos lençóis amarrotados
Somos dois amantes enamorados
Suados
Molhados
Sedentos de beijos
Entregues na loucura dos desejos.
Ah! Meu amor me chama
Clama
Pelo seu menino vadio
Esquenta
Meu corpo ao seu
Ensina
Por cima
Como você mais quer
Como você quiser
Rola
Embola
Laça
Entrelaça
Seja loucamente
Apenas a minha mulher.


                                  Paul McCartney

                              And I Love Her (Live)


                                                                               

RUY CRESPO POEMAS- ENCONTRO DOS SÉCULOS- NOSSAS ALMAS SE MISTURAM










                                                       Nossas almas se misturam


Eu sei
Que as almas se encontram
Sem se procurar
Vem amor
Fazer dentro de nós dois o infinito
Mais bonito
Vem perfumar
Com teu suor o nosso leito
Acariciar o meu peito
Quero seu abraço
Como abrigo
Do seu enamorado mais antigo
E mais amigo
Agora
A madrugada está indo embora
Nossas bocas se procuram
Nossas almas se misturam.
Está chegando o nosso amanhecer
Nossos corpos se abraçam
Nossas almas se entrelaçam
Não existe mais eu e você.



                               The Righteous Brothers
                            Unchained Melody 1965 LIVE 


 
                                           

RUY CRESPO POEMAS- ENCONTRO DOS SÉCULOS- O TREM DA VIDA









                                                                 O trem da vida


No tic e tac
Do meu coração
Escuto que a vida é como um trem
Tem um ponto de chegada
E um ponto de partida
E depois segue somente
Em frente
No tic e tac

No tic e tac
Lá vai o trem
Solidão
Não tenho você meu bem
Nessa estrada
Sentada
De mãos dadas
Ao meu lado
Tice tac
E lá vai o trem da vida
Mostrando a hora
Que o amor é sempre agora
Tic e tac
Tic e tac
O tempo vai passando
Oportunidades perdidas
Não voltam mais
Tic e Tac
Lá vai o trem
Deixando tudo para trás
Sonhos que julgávamos serem eternos
Que nada!
Até o amor ficou para trás
Tic tac
Tic e tac
Vou esperar a próxima parada
Quem sabe lá está a minha amada
No tic e tac
Esqueço
Adormeço
Tic e tc

Tic e tac
E como um passe de mágica o passado
Não sobrevive no presente
Então Simplesmente
De repente
Rapidamente
No tic e tac tudo se desfaz.



                                                              RAUL SEIXAS
                                                          O TREM DAS SETE




quarta-feira, 30 de setembro de 2015

POEMAS DE RUY CRESPO- A Mistura do Amor








                                                                           A Mistura do Amor


O amor é uma mistura
Tão pura
Que quando integrada
Bem combinada
Não existe separada
Uma vez criada
Um sem o outro não tem existência
Pois um dentro do outro é uma só essência
O amor na alma se espalha
Mostrando o reverso
Da moeda em cada dia
Em um verso
Com ambivalência
Sem contudo perder a harmonia.
Na noite clara é alegria
Na noite escura
Uma mistura de tortura
Sem sentir a real diferença
E sem perder a ternura
Uma hora
Manifesta-se feliz na presença
Quando um vai embora
Na saudade
Murmura
O nome amado baixinho
Com carinho
Revelando com o coração
Toda inspiração
Que nessa mistura
Cada um na sua loucura
Quer se dar
Quer se amar
Se entregar
Chegando a conclusão
Que nenhum dos dois pode caminhar....
Sozinhos.
Agora meu amor me dê a sua mão
E vamos lado a lado
Conhecer todos os caminhos
Do coração.



                                                                                ROBERTO CARLOS 
                                                                          CONCAVO E CONVEXO
                                                                            


sexta-feira, 25 de setembro de 2015

POEMAS DE RUY CRESPO ENCONTRO DOS SÉCULOS- A ROSA REVELADA













                                                                A Rosa Revelada

Portugal -1585

Ao olhar a mulher do quadro
Eis que vem misteriosamente
Uma visão em minha mente
Carregada de magia
Em meu coração enamorado
É noite estrelada
Posso ver flores na estrada
Iluminada
Pelos raios do luar.
Na encruzilhada
Dos desenganos da vida
A Rosa
Formosa
Chorosa
Encontra-se perdida.
Olho para o céu
A procura da estrela guia
A Rosa tira seu véu
E me fala de amor
E me fala da sua dor
Causada por um desamor
Falo sério
O amor tem mistério
Que pode se revelar
Em uma madrugada
Já escrita em verso
Pelo universo
Atada
Selada
Pela estrela sagrada
Que estamos predestinados
Entrelaçados
Não somos apenas amigos
Somos amores antigos
Revelados
Predestinados
Pelos séculos da vida
Para amar
Em um laço forte para caminhar
Lado a lado
Na mesma estrada
Foto de Ruy Crespo..

                              BARRY MANILOW
                           MOONLIGHT SERENADE










terça-feira, 22 de setembro de 2015

POEMAS ENCONTRO DOS SÉCULOS DE RUY CRESPO- MINHA CAMA VAZIA











                                                     Minha cama é vazia


A minha cama
É vazia
Sem a poesia
Do teu corpo
E o barulho dos teus beijos
Sim
É a saudade de quem ama
O grito sufocado de quem chama
Por um nome e por alguém sempre em vão
Solidão
Fez em mim
Abrigo no meu coração
Você pode não acreditar
Porque só os que amam assim
Sabem o que é a dor do não amor
Confesso que já tentei apagar
Esse meu desejo
De não mais pensar
Em você entrelaçada
Comigo nas madrugadas
Até o sol raiar
Quer saber?
Vou novamente te dizer
A minha cama
É vazia
Sem a poesia
Do teu corpo
E o barulho dos teus beijos...




                              Love's Divine
                                     Seal