terça-feira, 24 de setembro de 2013

Desabafo de Mulher




                                                   




                                                  Desabafo de Mulher

Escuta meu desabafo
Vou falar o que eu acho
Estou cansada
De ser o que não sou
Estou cansada
De fingir
De sorrir
Apenas para esconder
Como na alma estou
Chega de ouvir
E não ser ouvida
De amar
E não ser amada
De não ser querida
Apenas cobrada
Julgada
Quero agora simplesmente
Sonhar
Acordada varando a madrugada
Esperando loucamente
Ser acariciada
Beijar
E ser beijada
Ouvir o gozo rouco
Louco
Do meu verdadeiro amor
Nessa hora quero alegria
De sentir seu corpo em letargia
Quero viver
Viver para amar
Amar para viver
Juntinho com você.


                                                          Desabafo

                                                

Decisão

                                         
     


                                                             Decisão

Apesar da saudade
Penso em não te querer
Porque quando te amo
Seu amor é pela metade
Amar não é divisão
Exige entrega com honestidade
Dentro da mutualidade
Da incondicional decisão
É a escolha certa
Que quando não tomada
O coração aperta.
Amar, só gosta de amar
Para amar tem que ter verdade
Liberdade
Entrega de almas decididas
Que caminham para frente
Com um olhar
 Que brilha de contente
Decidi comigo
 Ser seu amigo
Ser bom amante
Doar-me por inteiro
Amar-te cada segundo
Sentir seu cheiro
Aproveitar melhor o tempo
Que na vida passa como o vento
Qual a sua decisão?
Amor não é escuro
Não caminha em cima do muro
Tem posição
Quer saber?
Essa é a minha decisão
Escolhida com o coração
Para te despertar desse sono profundo
Para sentir e ver com clareza
Deixar para trás sua tristeza
Morrer de desejos
E  não esquecer
Que quando eu te beijo
Você é  minha amada

Minha princesa.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Recomeço







                                                          Recomeço

E assim começa
Por acaso
E recomeça
No presente
O passado
Que não passou
Que ficou
Na nossa mente
Em um silêncio aparente
E nos caminhos dos desencontros
Voltamos no tempo e no espaço
É natural que seja assim
Abrimos uma página para escrever
Eu e você
A nossa história que parecia ser o fim
E no encontro
Desse abraço
Corre nas veias o sangue quente
Entrelaçando a alma da gente
Com fortes laços
Que macieza
Que beleza
Sentir os seus cabelos molhados
Com perfume embriagador
Que me eleva em desejos
Quando sinto o gosto de mel dos seus beijos.
Nesse belo jardim
É tudo enfim
E assim
Eu reconheço
O recomeço
Que Surge no botão em flor
Que desabrocha na loucura o nosso amor

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Meu Destino


                          





                                                     Meu Destino


Meu bem
Quantos dias
Quantas noites vazias
Nas madrugadas
Beijei suas fotografias
Amareladas
Tão bem guardadas
De saudade até chorei
E depois as guardei
Juro que eu não sabia
Que tudo aquilo já era magia
Invocação
Na sua imagem que sumia
Eu queria
Uma nova revelação
Uma boa fixação
No processo de manifestação
Para se revelar no futuro
Confesso
Que no passado
Tomei uma decisão
No escuro
Sem consistência
Depois sofri na carne e na alma
A conseqüência
Hoje eu sei
Que paixão é uma chama que passa
Se esvai de repente como fumaça
E eu errei...
Em uma noite estrelada
Por acaso te reencontrei
Como duas estrelas afins
O que era ausência
Desatino
Agora é você menino
O meu presente amor
A minha essência
O meu destino.

domingo, 1 de setembro de 2013

Anjo Ferido




                           
 


                                Anjo Ferido


O Anjo do amor

-O amor não deixa o coração
Amado sofrer
Abra os olhos
Isso não é um sonho
É realidade!

O Anjo Ferido

-Diga para mim
Por que meu´´ anjo´´ era falsidade?
Ele
Enganou e feriu meu coração
Que agora está partido
Sangrando
Parando
Não quer mais viver!

O Anjo do Amor

-Não!
Ele vai viver para conhecer
O verdadeiro amor
O Anjo Ferido
-Pura fantasia
Perdi a alegria
Tranquei meus sentimentos
Foi tanto sofrimento
Que prefiro nem mais amar...
-Só a paixão
Mata pela traição
O amor salva.
A alma e o coração!

O Anjo Ferido


-Não acredito não...
Onde está meu anjo
Do amor então?



O Anjo do Amor



- Escuta seu clamor
Sinta a sua dor
Está falando
Está te chamando
Na estrela guia
Para escrever
Uma nova história
Com amor e glória

O Anjo Ferido

Por que ele não aparece para mim?

O Anjo do Amor

Porque eu sempre estive no seu coração!

sábado, 31 de agosto de 2013

Provação de amor








                                                       Provação de amor

Sou seu menino
Seu homem
Seu destino
Sou seu poeta sonhador
Que acredita no amor
Sou seu enamorado
Sou seu amante
Amado
Em terra distante
Que em um instante
Está ao seu lado
Sedento de beijos
Loucos desejos
A nossa separação
Foi uma provação
Quanto tempo passou
E nosso amor não acabou
Como é bom te reencontrar
Poder te prender em meus abraços
Com etenos laços
Falar em seu ouvido
De ouvir me chamar de seu querido
E saber
Que apesar de tudo que nos separou
O universo conspirou
Colocando-nos frente a frente
Para provar que nada foi em vão
E o que parecia está perdido
É simplesmente impossível esquecer
Porque está vivo na alma e no coração.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Desatino






                                                              Desatino

França- 1940

A mulher

Como posso me lançar
Nesse amor
Que ora me encanta,
Ora me desola?
Como posso caminhar
Por esse caminho desconhecido
Que ora me fascina
Que ora me desatina?
Como posso controlar
Tamanho sentimento
Que ora me alimenta
Que ora me afugenta?
Como posso encontrar
Meu amor enlouquecido
Que ora me aquece
Que ora me derrete?
Como posso controlar
Meu coração
Que busca a toda hora
Sua presença?

O homem

Você também é meu conflito
Meu ser aflito
Meu desatino
Meu embate
Meu debate
Minha alma
Minha calma
A procura de uma explicação
Baseado na razão
Do mortal
No ser imortal
O amor é como uma canção
Não é composta só da abertura
Os seus questionamentos
É a sua voz interior
Querendo acabar com sua dor
Da ação incorreta
Das escolhas erradas do passado
Trazer de volta a ternura
Acabar com a solidão da noite escura
Encerrar o triste desatino
Para o reencontro com a verdade
A felicidade
Da nossa história
Da nossa vitória
De que viver um grande amor
É o nosso destino.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Amor Não Se Divide





                                                     Amor Não Se Divide


Metades de: Não se Unem para Amar
Metade E o engano da Paixão
Ela E Separação
Mentira
Traição
Desilusão.
game Amor Localidade: Não E sobre
Game over
E o trunfo dos dissimulados
Dos mal AMADOS
Dos Seres obscuros
Perdidos los Seu Escuro
O Amor e Sentimento POR INTEIRO
E verdadeiro
E UMA Força Que seduz
e Luz
E religação
Criação
Alquimia
Poesia
Filosofia
Sabedoria
Princípio Sagrado
Selado
Na Alma e no Coração
de amor Que Localidade: Não se Localidade: Não se dividir.




terça-feira, 20 de agosto de 2013

Um Verso Meu

                                                           
     



                                                            Um Verso Meu 


Florença-1417 


Sinto o seu descaso
Seu desamor
Sua frieza
Sem tristeza
Ao dizer
Para te esquecer
Agora por acaso
Sou seu passado
Sem futuro
Sem presente
Saio da sua vida
Sem teu amor.

Tudo bem
Vou em frente
A vida é assim
Tudo tem um fim.
É nessa  dualidade
Do claro e do escuro
Que eu  procuro
No descaminho
A luz
Que me seduz
Que me conduz
Para a mulher

Que eu sempre amei
Sigo nos  caminhos cruzados
Dos enamorados

Foi lá que reencontrei
Declamando simplesmente
Intensamente
Um verso meu
Que graças a Deus jamais foi seu.

sábado, 17 de agosto de 2013

Poema Inacabado

        

                                                               Poema Inacabado


Você é meu poema inacabado
Meu presente
Meu passado
Duas raízes somente
Fundamentais entrelaçadas
História mais antiga
Como as velhas cantigas
De dois jovens enamorados
Em um mundo encantado
Olho em meu espelho interior
Fico inteiramente nua
Para o meu amor
Então vejo que sou sua
Inteiramente sua
Algo então me diz
Que para ser feliz
É preciso entender
Que a vida é uma prova de amor.
Será que eu passei
Ou reprovada fiquei?
Então meu ser
Fica pensativo e calado
Diante de você
Meu poema inacabado
Assim o ser enamorado
Que existe ainda em mim
Fala a solução:
Escuta seu coração...
Amor exige decisão
Ele é o sim incondicional
E ponto final.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Eternamente UM




                                                            Eternamente UM

Florença-1871

Quando a magia
Do amor aconteceu
Raiou o novo dia
A alma jurou
E confessou
Agora sabe quem eu sou!
Desde então
Somos essa mistura
De amor e de ternura
Você e eu
Entrelaçados
Enamorados
Amigos
Antigos
Amados
Amantes
Girando
Na roda secular
Na certeza
Que jamais vamos esquecer
Que seremos.
Eternamente
Repletos de amor e alegria
Um
No amanhecer
De cada sol de um novo dia.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Não Me Deixe Ir Embora







                                            Não Me Deixe Ir Embora

França – 1662

Fale que me ama agora
Não deixe a porta aberta
A soberba tem hora certa
Para escrever histórias erradas
Amada
Peça
Impeça
Essa falsa estrada
Que não vai dar em nada
Para o nosso amor
Chore
Implore
Se preciso for
Fale
Não cale
Diga que estamos entrelaçados
Somos enamorados
Que está selado
Que temos rumo certo
Que já estamos perto
Da verdade
Da felicidade
Desse nosso amor

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Almas Em Pedaços





                                               Almas Em Pedaços


Somos pedaços
Como panos
Sem laços
Tentando revelar
O amor em um abraço
Somos pedaços
De palavras não ditas
De sentimentos sufocados
Noites Indormidas
Sofridas
No aparente silêncio da madrugada
Onde a alma
Sem calma
Aflita
Apenas chama baixinho
Eu ainda te quero
Eu ainda te espero
Para te de dar meu carinho
O meu amor...

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Difícil É Te Esquecer


           

                                                  Difícil É Te Esquecer

Florença -1485
Meu coração está partido
Sofrido
Quero compreender
Que sentimento é esse tão forte
Que faz lembrar o luto da morte
Que não encontro uma resposta
Para o que me amarra tanto em você
será que o amor nos abraços
Cria laços
Correntes
Que mesmo separados
A outra alma continua ao nosso lado?
Eu preciso entender
Penso noite e dia
Em cada detalhe meu e seu
Tal qual uma poesia
Agora
Que você foi embora
Caminho por tantos lugares
Procurando entre tantos olhares
Somente o seu
Que outrora foi meu
Ando aparentemente em ruas retas
Mas na verdade são ruas tortas
Sem amor
Sem alegria
Ficou essa dor
Pedindo uma resposta certa
Sim...
Que corrente é essa
Que não consigo quebrar
Por que foi tão fácil te amar
E é tão difícil te esquecer?

segunda-feira, 29 de julho de 2013

RUY CRESPO O APRESENTADOR DA TV - GAZETA-ES

RUY CRESPO O APRESENTADOR DA TV - GAZETA-ES

1 - RUY CRESPO COMEÇO COMO LOCUTOR  DA RÁDIO CACHOEIRO AS 13 ANOS DE IDADE.
2- NA RÁDIO FAZIA OS PRIMEIROS VERSOS ONDE LIA EM SEU PROGRAMA
3- MUDOU PARA VILA VELHA -PRAIA DA COSTA PARA ESTUDAR ODONTOLOGIA E DIREITO.
4- ENTROU NO CONCURSO PARA APRESENTADOR NA TV GAZETA. FORAM ESCOLHIDOS ENTRE OS 150 CANDIDATOS : RUY CRESPO , ANY RAMOS E MAURA MIRANDA.
5- INICIALMENTE APRESENTARAM JUNTOS O JORNAL HOJE.





5 - DEPOIS RUY CRESPO PASSOU A SER O SEGUNDO APRESENTADOR DO JORNAL NACIONAL DA TV GAZETA DO ESPIRITO SANTO.
ENOCK BORGES FOI O PRIMEIRO APRESENTADOR.
5 TRABALHOU NA RÁDIO CAPIXABA, RÁDIO CAPITAL, RÁDIO SIM, REVISTA SIM, JORNAL GUARAPARI E JORNAL CÂMERA 1.
6 RUY CRESPO É ESCULTOR, PINTOR, FOTÓGRAFO E ESCRITOR.

Nosso Amor Superou A Morte





                                                Nosso Amor Superou A Morte


Espanha-1762


O tempo caminha comigo
Comigo se fez até amigo
Sabe do meu coração ferido
Das cicatrizes que trago
De um amor sem afago
Lembranças da minha agonia
Encoberta na névoa fria
Sem o sol quente do meio dia
O tempo é o senhor da verdade
Aprendi talvez um pouco tarde
Ou no tempo certo da sabedoria
Separação
Superação
Amor

Sem contestação
Nossas vidas
Foram várias vidas
Vividas
Sofridas
Enamoradas
Reencarnadas
Mas vidas.
E assim amor
Chegamos juntos a esse presente
Que nunca esteve ausente
Somos almas fortes
Nosso amor superou a perda e a dor
Nosso amor superou a morte

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Retrato de Mulher





                                         Retrato de Mulher


Em cima do criado mudo do meu quarto
Existe um antigo retrato
Parece uma imagem simples de mulher
Não é uma foto qualquer
Confesso que aprendi ao lado dela
A olhar a vida de uma forma diferente
De dar valor ao agora, ao presente
Já que tudo passa tão rapidamente
Aprendi
Com ela a fazer versos de amor
Porque foi fazendo amor
Que encontrei a alegria
A fantasia
A profunda magia
Que existe na alma de uma mulher
Mas foi com ela que vivi
Também as dores mais profundas da vida.
Em cima do criado mudo do meu quarto
Existe esse retrato de mulher
Ele lembra hoje minhas noites de solidão
Insônias das madrugadas
Lembranças fixadas
Na alma e no meu coração
Daquele belo corpo que se movia
Nos lençóis da cama
Com suavidade
Nas caricias das minhas mãos
Em chama
Eu preciso pela menos por essa noite
Esquecer você
Sufocar essa saudade
Quando olho tudo isso
Nesse retrato de mulher.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

No Sabor do Teu Mel




                                                     No Sabor do Teu Mel

É madrugada
Penso em você
Não posso te esquecer
Rolo na cama
Que desejo
Imenso
Intenso
Corre dentro de mim
Eu sou tua lua
Inteiramente sua
Branca
Nua
Sou sua estrada
Vem agora
É nossa hora
Quero sentir dentro de mim
O sabor do teu mel
Dos teus beijos
Atrevidos
Marcando
Mostrando
Que cada pedaço meu
É Todo seu
É madrugada
Estou livre para sonhar
Estou livre para amar
Na mais linda cavalgada
Para sentir dentro mim
O sabor do teu mel





                                                     

domingo, 23 de junho de 2013

Rastros de Saudade

                      



                                                                            Rastros de Saudade



Na vida é assim
Todo dia tem inicio, meio e fim
E nesse eterno recomeçar
Sinto uma saudade imensa
Sufocada
Desesperada
Intensa
Tudo é escuro
Escuro do nada
Quando te procuro
Amada
E não a encontro
Na madrugada.
Agora
Amanheceu
Mais uma vez o sol nasceu
Deixando rastros de saudade.
Em cada noite
Em cada madrugada
Em casa amanhecer
Em minha vida sem você

O Amor Não Precisa de Perdão





                                          O Amor Não Precisa de Perdão

Eu peço perdão
Por te amar
Amar tanto
Que chego a me calar
Sabe amor?
Meu coração
Já sofreu tanto
Foi tanto pranto
Que tem medo de falar
Eu peço perdão
Por te amar
Por te querer
Querer para toda vida
E olhando nos olhos seus
Minha querida
Não conseguir dizer
Que te amo
Embriagado
Enamorado
Por desejos
Fantasias
Puras poesias
Ternura
Loucura
Beijos
Lençóis revirados
Molhados
Perfumados
Confessados
Com intensidade
Toda verdade
De calar e tudo falar
O que sente o coração
Amar não é pecar
De quem vive para amar
O amor não precisa de perdão.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

VÍDEO QUANDO TUA ALMA ME INVADE -POEMAS DE RUY CRESPO FILHO


VÉDEOS ALMAS ENTRELAÇADAS - POEMAS DA ALMA DE RIU CRESPO FILHO


VIDEO QUANDO AS ALMAS SE ENCONTRAM - POEMAS DA ALAM DE RUY CRESPO FILHO



VIDEOS POEMAS DA ALMA DE RUY CRESPO FILHO- NOVAMENTE LVTRE











VÍDEO- NOVAMENTE LIVRE.





POEMAS DA ALMA DE RUY CRESPO FILHO

Fantasia de Amor




                                                      Fantasia de Amor

Meu amado
Chega de sonhar
Eu quero amar
Me revelar
Só para você
Fica perto
Que eu te aperto
Está tudo certo
Sou tua
Fico nua
Me segura
Com vontade
Ah! Que felicidade!
Agarra meus cabelos
Me deseja
Me beija
Me arrepia
Com ternura
Faz de mim sua poesia
Você é meu mel
Minha loucura
Minha fantasia
Meu tremor
Meu amor
Meu sonho legal.

domingo, 9 de junho de 2013

Oração de Amor





                            Oração de Amor


Chove lá fora
Abre em mim uma cortina
De lembranças suas
Que o tempo não levou embora.
Em meu devaneio
Vejo você voltando
Vestes brancas molhadas
Em seu corpo colado
Marcando os seios seus
Passos determinados
Olhar fixado
Para o inevitável reencontro
Ventania
Prece
De quem não esquece
Poesia
Alegria
Na alma
Que acalma
Folhas no ar se vão
Folha no ar se vem
É o novo mundo
Profundo
Trazendo de volta meu bem
Atendendo a oração
Do meu coração

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Raízes Profundas


                                           
                                                   Raízes Profundas
Sem medos
Segredos
Sentimentos
Ocultados
Em rochedos
Mundo novo
Novo mundo

Em tudo 
O tempo escorre
Pensa
Repensa
Forma
Transforma
Ensina

Revela dia
Surpreende
Desaprende
Aprende
Sabedoria
Plantada
Com raízes profundas
Cravadas
Entrelaçadas
Juradas
Seladas
Abençoadas
Pela água benta do mar
Mergulho profundo
Renascimento
Carregando na alma
Sentimentos

Ditos
Escritos

Selados
Atados
Ensinado
Pelo Senhor
Que o maior dom desse mundo
Que ninguém pode tirar

É poder do amor
É o poder de amar

terça-feira, 28 de maio de 2013

Quiero que me devuelvan mi corazón

              

                       Quiero que me devuelvan mi corazón

Quiero que me devuelvan mi corazón
Eso fue arrancado de mi pecho
La mentira de una pasión
Quiero que mis sueños rotos
Los errores
Una elección equivocada
Una persona sin amor.
ahora
Nuestro tiempo ha llegado
Quiero amor perfecto
La clave está en el pecho
Me de placer Hold
Para mostrar la vida
Averdade que se aman
Amigos que no engañan
Los amantes en el amor
Ellos se prometen amor eterno de amor
Hacer el amor más bellas
No hay tiempo
Ningún día
Simplemente en el infinito
Quiero que me devuelvan mi corazón
para compartir
siempre
unirse verdaderamente
Enamoradamente con ella.

Quero de volta meu coração




                                          Quero de volta meu coração


Quero de volta meu coração
Que foi arrancado do peito
Pela mentira de uma paixão
Quero meus sonhos desfeitos
Pelos  enganos
De uma escolha errada
De uma pessoa mal  amada.
Agora
Chegou nossa hora
Quero o amor perfeito
A chave está no meu peito
Abraça-me com prazer
Para a vida mostrar
Averdade dos que se amam
Amigos que não se enganam
Amantes enamorados
Que trocam juras de amor
Fazendo o amor mais  bonito
Sem tempo
Sem dia
Simplesmente no infinito
Quero de volta meu coração
Para compartilhar
Eternamente
Unindo verdadeiramente
Enamoradamente  com o seu

Seu Caminho Sou Eu

                                  


                                             Seu Caminho Sou Eu


O tempo escorre suavemente
A paisagem está deslumbrante
Entre os meus olhos cansados
O tempo passa lentamente
Amigavelmente
Descansa ao meu lado.
O verde mar desfolhado
Chora no meu olhar
Espumas de lágrimas
Perdidas no mar...
Onde está o meu amado?
O sol canta uma canção
Raios de som coloridos
Na límpida paisagem descoberta
Alma aberta
Silente
Despovoada
Minha vida
Mistura séculos de melancolia
Amarelada poesia
Jardim deserto
Peito aberto
Onde está o meu amado?
Vibra meu corpo inteiro
Sinto perto o teu cheiro
A ousadia louca das tuas mãos
Revivendo
Percorrendo
Os caminhos do meu corpo
Os caminhos da minha alma
Costas suadas
Mãos geladas
Unindo meu corpo ao corpo teu...
Onde está meu amado?
Agora está deitado
Ao lado meu
O tempo passou
Seu poema sempre me encantou
Seu poema sou eu
Seu caminho sou eu
Meu amado voltou.

Eu te Amo

                         
                     

                                                       Eu te Amo


Como posso explicar esse sentimento
Que parece ter surgido do nada
De um simples momento
De um mero acaso?
Quando estou ao seu lado
Eu me pergunto por que te amo?
Quando estou sozinho
Na noite escura e sem luar
Eu te chamo
Pronuncio o seu nome com carinho
Bem baixinho
Olho o tempo passando devagarzinho
Sinto pressa de te ver voltar
Nessa saudade intensa
Onde mora meu desejos
A memória quente dos seus beijos
Como posso explicar esse sentimento
Que chega à minha alma suavemente
Com uma vontade ardente
De te abraçar?
Penso
E me convenço
Ao afirmar
Que no amor o coração
Não tem explicação
Racionalização
Então
Digo com toda força da minha alma
Que te amo
Profundamente
Verdadeiramente
Inexplicavelmente
Para me entregar
Totalmente
Integralmente
Em seu corpo
Em sua alma
Sem saber por que te amo.

terça-feira, 7 de maio de 2013

A Visão de Rosalém



                                                 A Visão de Rosalém


Nas noites de luar
Em cada madrugada
Sou sua eterna amada.
Ó meu sol
Quando eu te vejo
Eu te chamo
Eu te amo
Eu te beijo
Como nunca amei ninguém
Nesse estranho mundo
Profundo
Com outra visão
Do muito além
Revelação
De vidas que passam em segundos
Ainda não materializadas
Mas já criadas
Na alma em pensamento
Subitamente
Sou Rosa e seu bem
Do jardim em abstração
Olha em meu olhar
Veja como brilham as estrelas e o luar
O amor vive agora
O amor é toda hora
Sou sua como ninguém
Estamos entrelaçados
No corpo e na alma também
Sou a visão real da sua Rosalém

O Amor Tem Asas Leves Voar




                                         O Amor Tem Asas Leves Voar


Um dia de repente
Sente-se um ar diferente
Um sentido novo na vida
- Como é lindo o luar!
-É linda essa canção
Faz-me lembrar uma mulher
Ela toca com suavidade meu coração
Como quem nada quer
Voar para muito além
Para te encontrar
Só para te amar
Amor da minha vida
Vida muito além
Minha querida
Rosalém
Ah! Como o amor

Tem asas leves para voar