quarta-feira, 28 de setembro de 2011

MEU DESEJO DE MULHER




                      MEU  DESEJO DE MULHER

Meu corpo desnudo
Na cama vazia
É todo desejo
Silêncio que fala tudo
Da saudade do seus beijos
Pensamentos vão
Pensamento vem
Na batida do meu coração
De vontade do meu bem
Meu corpo arrepia
Esfria
Esquenta
Com tua ausente presença
Sim...
Você está em mim
Eu estou em você
Meu amor
Meu bem querer
Não consigo te esquecer
Ó noite escura
Sedenta de ternura
Quem é que desperta
Paixões tão violentas
Em minhas entranhas?
Quem revira os lençóis de minha cama?
Vem que eu te espero
Te quero
Me chama
Me ama
Até em pensamento...
Quero uma resposta qualquer!
-É o meu desejo
No seu desejo mulher!

domingo, 25 de setembro de 2011

NOSSO TEMPO



               FOTO DE RUY CRESPO FILHO- EM NOSSO TEMPO

                     
                     NOSSO TEMPO

O TEMPO PASSA
A GENTE MUDA
VAI EMBORA.
UM DIA VOLTA SEM QUERER
E POR UM SEGUNDO
SE VE EM OUTRO TEMPO
ANTIGO MUNDO
LARGADO
ESQUECIDO
NO PASSADO
E COMO UM ESPELHO TURVO
SE ESPANTA SEM RECONHECER
A IMAGEM QUE FICOU
NO RETRATO EM PRETO E BRANCO
DISFOCADO
QUE O DESTINO NÃO LEVOU.
TEMPO PARADO
CONGELADO
DILACERDADO
SEGUIMOS CAMINHOS DIFERENTES
DISTANTES
PRESENTES
AUSENTES
O NOSSO TEMPO PASSOU
A GENTE SE VE
A GENTE SE ENCONTRA
APENAS POR UM SEGUNDO
PARA VE O MUNDO
QUE FICOU

A MENTE RECLAMA
A ALMA CLAMA
O CORAÇÃO CHAMA
POR QUE NÃO SE OLHAM
NÃO SE ENTREOLHAM?
OLHAMOS...OLHAMOS..
E ALGEMADOS EM OUTRAS VIDAS
ESCREVEMOS NOSSA HISTÓRIA

SEGUIMOS EM FRENTE...
SEM OLHARMOS PARA TRAS...

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

CANTO TRISTE





                                                      CANTO TRISTE


Esse é meu canto
Meu desencanto
Sem o encanto 
Da força da magia do amor
Sabe que sempre fui tua
Sua estrela,
sua lua
Você meu sol
Meu amanhecer
Meu bem querer
Canto nossa canção
Na madrugada
Esse é o meu canto
De quem persiste
Insiste
No desejo de tocar
De lembrar
Cada  um de nossos momentos
Que não sai do meu pensamento
Eu te canto
Sou mulher...
Só quem ama não esquece
Só quem ama pode lamentar
Só quem ama sabe o que é amar 
Deixo meu canto triste
Saudade dos carinhos teus
Agora o que existe
É apenas meu canto do nosso adeus.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

PRELÚDIO DE AMOR


                                                    
                                   PRELÚDIO  DE AMOR

ESTÁ CHEGANDO  O ANOITECER
Grito mudo 
Clamando por você 
Escuto o meu eco
Sou deserto
Areia de carne gritante
Sendo levada sem norte
Pelo insistente vento sul uivante
É noite em mim
Meus seios duros
São como montanhas solitárias
Esperando sua escalada

Abraçada
Beijada
Com seu amor mais atrevido
Que saudade meu querido!
Meu amor é prelúdio da loucura
Quero sua ternura
É noite dentro de mim 
Fico assim
Quente como o  deserto
Coração aberto

Esperando o sol nascer em mim
Meus olhar é madrugada escura

Sou lua
Estou nua 
Rolo na cama
Ela te chama
Tudo em vão
Adormeço sem a sua ternura
Sem a suavidade da emoção
Do amor da  tua mão.

domingo, 18 de setembro de 2011

NO SABOR DO TEU MEL


                                                               

                                     
                                 NO SABOR DO TEU MEL  

Dentro de mim
O grito sufocado...
Triste da minha alma
Clama por ti meu coração
Não é uma ilusão
É meu todo em vibração
Sim...
A morada do meu corpo está vazia
Não tem você meu poeta e sua poesia
Meus olhos são noites escuras
Sem estrelas e sem luar
Quero uma madrugada de ternura
Intensa
Imensa
Pensa
Eu sou tua lua
Inteiramente sua
Branca e nua
Na verdade
De quem ama
E chama
Vem agora
Chega de saudade!
E você
Com tal suavidade
Na felicidade do ser
Do ter
Na noite clara dos meus desejos
Quero sentir dentro de mim
O sabor do teu mel
Dos teus beijos
Atrevidos
Marcando
Selando
Carinhosamente
Divinamente
Cada pedaço meu
No sabor do teu mel

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

MISTÉRIO DE MULHER




                 MISTÉRIO DE MULHER


--Então vá embora!!!
- Não vou!!
-Coloque aquela roupa insinuante de dormir!!
-Não coloco!
-Faça o que quizer mulher!!!
- Não faço!
-Diga o que deseja de mim ?
-Não digo!
-Ela se deita. Tira lentamente sua roupa sem olhar para ele. Os seios firmes e róseos eram simplesmente lindos para serem beijados!
A boca carnuda pareciam querer beijar algo em segredo de mulher.
- Está querendo me seduzir mulher?
-- Não estou!
-- Gosta de pelo menos fazer amor?
- Quem não gosta!!!
--Diga que quer meus beijos!
-Não digo!
-Vamos fazer amor?
-Não vamos !
-Amar é uma loucura!!
-É por isso que eu te amo! Sou louca!
Que coisa!!!Você me espanta!
-Afinal o que deseja do amor?
- Amar!
-Posso me deitar ao seu lado?
-Deita!!
- Vou te abraçar bem forte!!
-Abrace!!!
-Me da um beijo gostoso?
- Agora eu dou!
-Vou te amar toda agora!!
-Ame que eu te quero muito meu amor!
-Amor para que tanto mistério?

ONDE ESTÁ O MEU AMADO?

               


                 

                        ONDE ESTÁ O MEU AMADO?


O tempo escorre suavemente
A paisagem deslumbrante
Entre os meus olhos cansados
O tempo passa lentamente
Amigavelmente
Descansa ao meu lado
O verde mar desfolhado
Chora no meu olhar
Espumas de lágrimas
Perdidas no mar...
Onde está o meu amado?
O sol canta uma canção
Raios de som coloridos
Na límpida paisagem descoberta
Alma aberta
Silente
Despovoada
Minha vida
Mistura séculos de melancolia
Amarelada poesia
Onde está o meu amado?
Vibra meu corpo inteiro
Sinto perto o teu cheiro
A ousadia louca das tuas mãos
Revivendo
Percorrendo
Os caminhos da minha alma
Costas suadas
Mãos geladas
Unindo meu corpo ao corpo teu...
Onde está meu amado?
Agora está deitado
Ao lado meu
O tempo passou
Seu poema me encantou
Meu poeta voltou.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

NO VIRTUAL TAMBÉM SE ENCONTRA O AMOR

                         

                                     NO VITUAL TAMBÉM SE ENCONTRA O AMOR

Nosso amor é assim
Parece até irreal
Foge a regra do normal
Nosso toque é virtual
Mas toca profundamente
Eu te espero
Eu te quero
Te desejo
Quero o seu beijo
Na hora marcada
Na madrugada
Eu te chamo
Para me aceitar
Para eu te ver
E poder te amar
Nosso amor é assim
Manifestação
Fascinação
Aceitação
Só coração
Na tela do computador
No virtual

Também se encontra amor.

domingo, 11 de setembro de 2011

MOSTRA OS TEUS SEIOS

                                                   

                                              Mostra os teus seios
Eu conheço esse sorriso
De outras vidas já vividas
É como um aviso
Que só o amor
É capaz de entender o amor.
A nuvem escura
Encobre a branca lua
A coruja não se cala
Com olhar escancarado
Para ela fala:
Chegou o teu amado
O seu amor esperado
O sonho virou realidade
No mundo perdido das ilusões
Desperta! Agora é sua verdade!
Diga que o ama
Arranque essa veste de sombra escura
Fique nua
Mostra os teus seios
Na madrugada ele grita:
Quero senti-los
Em  todos os angulos
De todos os meios!
A coruja se arrepia
Ao sentir o brotar da poesia...
Deixa que ele o beije
Que a deseje
Que te possua
Faça de você
O cálice transbordante
De amor e ternura
Sem pedir explicação
Sinta a penetração
Dos loucos maravilhosos odores
De todas as flores
Renascendo em você...
É Magia
Sorria
Alegria!
A Coruja na sabedoria
Se cala
Ele fala
 Se  pergunta para acreditar:
É você minha querida?
Ela simplesmente sorri
Como quem nada quer...
Ele diz?
Eu conheço esse sorriso
De outras vidas
É o aviso
Que você é minha mulher!