terça-feira, 20 de novembro de 2012

DESPEDIDA

                                                      

                                     Despedida
O tempo está passando amor
E o menino sonhador

Transformou
Quando encarou
A nossa mistura
Envelhecida
Da juventude que o tempo roubou
Encerramos uma etapa da vida
Entrelace de ternura
E dolorosa tortura
Recordações de dois corações
Dos dias idos
E do futuro temido
Como foi perigoso
E também gostoso
O que vivemos no calor do amor
E no furor da lágrima da dor
Planos para anos
Acertos
Desacertos
E anos
De grandes enganos
Sonhar...
Sonhamos
Amar...
Amamos
Agora sorri meu coração
É despedida
Deita em nosso leito
Encosta teu peito sobre o meu peito
E assim em meu devaneio no ar
Quero ver o luar em teu olhar
Para quando a morte lentamente
Chegar
Um suspiro de amor darei
Com alegria e tristeza
Na certeza
Que na vida e na morte
Nosso amor sempre será forte
E eu e nunca te esquecerei!
 

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

AMOR DE OLHOS VENDADOS

AMOR DE OLHOS VENDADOS

AMOR DE OLHOS VENDADOS

De olhos vendados
Vivemos o tempo sagrado
Dos eternos enamorados
Derrepente escolhemos
Caminhar separados.
Escolhas erradas
Geram feridas
Vidas mal vividas
Lágrimas sofridas
Rosas caídas
Desfolhadas
Sem amor
Sem nada.
O mundo é pequeno
E pode nos fazer voltar
Para consertar
Erros do passado
Ausente
Presente
Sim...
Voltamos
Ao tempo do amor sagrado
Ele para quando quer
Começa onde quiser
Olhos vendados
Enxergam com o coração
O que estava separado
Agora caminha lado a lado
É assim
O que era fim
É o encontro dos etenos enamorados.
Ver mais